Prédio coutinho

prédio coutinho

Quando vai sair a desconstrução do Prédio Coutinho?

A desconstrução dos 13 andares do prédio Coutinho, em Viana do Castelo, iniciada em dezembro está parada há cerca de um mês e deverá ser retomada no início da próxima semana, disse hoje o vice-presidente da VianaPolis.

Por que o prédio Coutinho é considerado um ícone de modernidade e progresso?

Quando foi construído, na década de 1970, o Edifício Jardim, vulgarmente conhecido por prédio Coutinho, foi considerado um ícone de modernidade e progresso. Em 2000, a câmara de Viana do Castelo propôs, ao abrigo do Programa Polis, a demolição do prédio, considerando-o um “mamarracho” que desfigura a linha urbanística do centro histórico da cidade.

Quando será a desconstrução do Prédio Coutinho em Viana do Castelo?

Desconstrução do prédio Coutinho, em Viana do Castelo, custa cerca de 1,2 milhões de euros e deverá estar concluída em março de 2022. Ponto final numa polémica que dura há anos. O Edifício do Jardim, mais conhecido como prédio Coutinho, localizado em Viana do Castelo, começou a ser demolido esta segunda-feira (6 de dezembro de 2021).

Quando o prédio Coutinho vai desaparecer da paisagem de Viana do Castelo?

A obra custará 8,2 milhões de euros e, segundo a última previsão da autarquia, nascerá no local até ao verão 2022. A empreitada de demolição do prédio Coutinho que está a ser executada pela empresa Baltor de Viana do Castelo, custa 1,2 milhões de euros.

Qual a importância da desconstrução do Prédio Coutinho?

Para Tiago Delgado, a desconstrução do prédio Coutinho, em relação a empreitadas anteriores realizadas no país, é um passo importante e representa uma grande evolução. Retirámos todos os equipamentos que existiam no interior. Máquinas de lavar roupa e louça, fogões e frigoríficos.

Quando começa o novo mercado de Viana do Castelo?

Em Janeiro, a Câmara de Viana do Castelo aprovou, por maioria, com a abstenção do PSD, o projecto do novo mercado orçado em 8,2 milhões de euros. Segundo o presidente da Câmara, José Maria Costa, o novo mercado de Viana do Castelo começará a funcionar até final de 2023.

Qual a importância da intervenção em curso no centro histórico de Viana do Castelo?

Para Aline Guerreiro, a intervenção em curso no edifício de 13 andares, no centro histórico de Viana do Castelo, deveria/poderia ser o que ainda não se faz em Portugal, e que já é prática comum nos países mais evoluídos da Europa, como Dinamarca, Holanda ou Alemanha, que é a reutilização dos materiais em bom estado, em vez de os britar.

Postagens relacionadas: